View Single Post
Old 09-02-2014, 08:51 PM   #1
Frosk
Banned
 
Join Date: Aug 2011
Posts: 4,089
Frosk will become famous soon enough
Default Próximo passo: Invasões!

Agora que a fase de equilíbrio inicial já terminou – calma, haverá mais – as batalhas ganharam dinamismo, então, estamos prontos para o seguinte passo: Invasões. Todos sabemos que há vários problemas com esta característica e é tempo de mudar o gameplay do jogo em algo mais agradável e com o potencial de adicionar objetivos no futuro também.

Capturar e manter fortes e castelos.

Sabemos que manter edificações (fortes ou castelos) já não tem desafio como assim também não tem propostas estratégias e táticas. As invasões requerem relíquias, que são capturadas principalmente de uma em vez, juntando-se as forças do reino num mesmo lugar. Isto tem um simples resultado: Se o reino pode juntar muitas pessoas, o reino terá sucesso sem importar outros fatores.
Y quando tem esse sucesso... Vamos viajar a través de terras seguras para guardar um objeto num lugar no que entramos como em casa porque É casa.

Mas, o sistema atual não é o problema... Poderia funcionar se o inimigo defensor poderia juntar um exercito para recuperar a relíquia em algum lugar do “viaje á casa”. Mas o mapa do Regnum não permite isso.

Nós temos a intenção de voltar para a funcionalidade de capturar ao menos dois edificações e que o transportar um objeto seja em terras inimigas com a intenção de fazer as batalhas mais divertidas mas não mais difícil. Não dar uma segunda possibilidade de defensa ao reino defensor tem o efeito de produzir um “Vazio” nos jogadores. Nós não queremos isso. Vocês também não.

OK, seguimos dizendo. ¿Para que?

Entre o momento de capturar uma edificação e o momento de remover a relíquia do lugar, tem um tempo de espera em que não sempre temos ação. Se tivermos batalhas em outras edificações o tempo de espera aumenta. Ficar na edificação deve dar alguma coisa pra quem captura e também a possibilidade de dar recompensas ao reino que quer recuperar novamente a sua edificação.

Durante a captura e até o objetivo final da mesma haverá bônus e recompensas na zona da edificação. Estas vão ser de diferentes jeitos porque a variedade será divertida. Uma recompensa pode ser grande, mas a sensação de eleger e logo obter é melhor.

Relíquias

Atualmente, no momento em que você tem as relíquias em seu poder, você e um grande exercito são direcionados para uma área segura onde podem guardar as relíquias para uma futura invasão.Sim, você está ajudando á um evento futuro em que é provável que você não esteja. Ajudar é bom, mas estar aí para o evento máximo é muito melhor.

As relíquias devem cobrir pequenas distancias, assim que quem tenha a relíquia não poderá usar montarias. Entanto, as relíquias devem ser transportadas no caminho do reino atacado se o reino quer obter beneficio delas. Distancias mais pequenas, mas perigos mais grandes. Vamos, ¿Você aprendeu muitas táticas, como assim também você melhorou a configuração do seu personagem para que tudo seja fácil? NÃO. Estás preparado para um desafio.

Vamos para as invasões, logo você pode nos contar...

A grande muralha, a ultima defensa, o ingresso para uma grande aventura. ¿Deve ser permitido o acesso tão facilmente? Eu sei o que vocês estão pensando: NÃO. O dragão vem para cumprir uma tarefa que é muito difícil: lutar com jogadores que tem uma inteligência muito difícil de alcançar para a IA (Inteligência Artificial), ao menos de um projeto que não é cientifico como Regnum. Então, os dragões precisam estar ocupados em outra coisa.

Mas se os dragões vão fazer outra coisa ¿Que vamos fazer com as relíquias? As relíquias vão ir diretamente desde as edificações para a muralha do reino, para ser guardadas aí e para liberar o poder que bloqueia o portão do reino. Mas isso não é todo. Queremos que as relíquias possam liberar outras coisas no futuro.

Logo de invadir com sucesso; isso é outro mundo de idéias e coisas a verificar. Eventualmente, nós vamos chegar lá.


Equilíbrio de reinos e multirreinos.

Um problema crítico de qualquer sistema de invasões. Não é divertido quando num reino são menos, e algumas vezes não é divertido quando num reino são mais. Eu vou ser direto com isso: Vamos medir a media de população em longo prazo (uma semana) e curto prazo (um dia) para fazer uma mudança de algumas variáveis: contadores, guardas, saúde das portas, e se é possível também alguns bônus para os personagens. Isso vai ser medido por um contador de jogadores com um nível apropriado para a guerra e que frequentam a zona de guerra.

Multirreinos... Não há muito que pode ser feito sem interferir com outras situações "legais" como uma casa onde várias pessoas jogam. O que nós podemos fazer é proibir manejar os objetos das invasões logo de sair do jogo e voltar á jogar em outro reino na mesma PC.

É um começo, certo?

Tá bom, muitas coisas e nada especifico. ¿Você pode fazer um resumem?

Sim, eu posso. As mudanças que vamos fazer são as seguintes y vamos colocar aqui porque queremos debater as mudanças com vocês. Isso sim, vou deixar uma coisa em claro: A base gameplay será proposta por nós!

- O contador das relíquias vai depender da captura de mais de uma edificação. Capturar dois fortes colocará um contador de X minutos, e se o castelo é capturado logo, o contador vai ser mais curto em X minutos. Uma vez que o contador começa, os fortes extra vão fazer mais curto o tempo que um castelo, e vai depender de que edificação é capturada primeiro.
- Logo da captura, bônus e recompensas vão ser ativados na zona da edificação. Serviços como que o NPC possa vender itens únicos.
- Capturar SÓ um forte ativará bônus e recompensas mas não o contador das relíquias.
- Durante a captura e até o fim da mesma, o reino defensor pode obter uma recompensa por capturar a sua edificação.
- Todos os bônus e recompensas vão terminar em quanto a jaula da relíquia seja aberta.
- As grandes muralhas vão ter vários pontos em onde guardar as relíquias para reduzir o poder de proteção do portão. Uma relíquia vai reduzi-lo por X minutos. Mais relíquias vão ter mais efeitos sobre ele.
- As relíquias já não vão permitir o uso de montarias como também vão ter um contador para ser usadas, se a relíquia não é usada... Vai regressar ao seu altar.
- Se um jogador sai do jogo e logo volta entrar em outro reino no mesmo PC, um contador vai proibir a utilização dos objetos das invasões durante X tempo. O jogador será informado.
- Vamos criar variáveis de equilíbrio de população de reino.

Se poucos usuários (ou muitos) ficam felizes com as recompensas das edificações e não querem fazer uma invasão, não tem que ter preocupação por as mudanças. A preocupação deve ir dirigida para as invasões que devem ser agradáveis.

Então, essas são as ideias até agora. Discutimos tudo com você antes de desenvolvê-lo, então... Vá em frente!

NOTA: Todas as mudanças aqui mencionadas podem mudar ou não ser aplicada se vemos que é necessário.
Frosk no ha iniciado sesión   Reply With Quote